Número total de visualizações de página

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Mensagem de Ano Novo

Caros amigos: Militantes, e Simpatizantes, outros.

Gostaria de vos desejar umas boas entradas neste ano de 2011

Este ano tem de especial, o facto de o país estar num estado lamentável, dos responsáveis pela crise imputarem a culpa a outros, e sobretudo do descrédito deste governo e dos governantes em geral.

O estado passou de servidor do povo, que somos Nós, a essência do próprio estado, para proxeneta sem consciência nem escrúpulos.

Deixou de nos servir, faz leis injustas para nos extorquir o dinheiro necessário para que um pequeno grupo de gente continue a viver á grande e sem contar.

Ao novo código contributivo:
que foi aprovado por todos os partidos, excepto o CDS-PP, soma-se um aumento de impostos sem precedentes que vai mergulhar o país numa recessão ainda maior, a lei da água, a alteração da lei do solo , são o exemplo de nacionalizações compulsivas da propriedade privada.

O poder das finanças em penhorar bens sem que o contribuinte se possa defender e a impotência dos tribunais em condenar quem é culpado.

Passam-se coisas neste país dignas de uma democracia sul-americana ou africana

As sucessivas nomeações continuam, reduz-se os salários dos funcionários públicos de carreira e nomeiam-se boys sem capacidade nem cursos ou com cursos de fim-de-semana, para não destoar, com salários altíssimos +ou- 450 desde Julho.

Os aumentos da água, luz, transportes, gás e combustíveis não têm precedentes.

Este governo á semelhança do de Guterres não tem rumo não tem ideias não nos serve e quando o estado e o governo não servem á população, é preciso mudar de Estado e de governo.

O ministro das finanças foi vender a divida á China, veio muito satisfeito...mas este também vendeu os nossos portos e infra-estruturas portuárias como contrapartida, á semelhança da Grécia., deixando assim mais uma entrada estratégica na Europa para os produtos chineses, parte do plano estratégico destes. Só quem não quer entender é este Sr. que não tem nem plano nem estratégia.

As lutas que se avizinham, são muitas, chega de letargia, esta só serve a esta gente, que em nome não sei do quê nos leva para a miséria: Económica social, política e ideológica.

É um dever de cada cidadão, tomar posição, denunciar os escândalos, a corrupção, a má gestão de todos os organismos públicos. Quanto mais gastarem em investimentos não produtivos mais teremos para pagar.

A câmara de Abrantes na última Assembleia mostrou-nos, no micro cosmos que é Abrantes, como esta gente pensa: aumento do orçamento em 28%, aumento da água em 40% aumento das taxas o mais possível, parcerias público privadas (que todos já vimos que custam três vezes mais...).

Este governo fez o mesmo.

Se é militante conto consigo

Se é simpatizante junte-se a nós e colabore connosco.

Se não tem opinião venha ouvir-nos, todos juntos podemos fazer a diferença e impedir, quer a continuação deste estado quer a moderação do que aí vier.

Não baixe os braços, ainda temos em nós os genes de quem fez de Portugal um Nação próspera e respeitável, com gente séria e honesta.

Vamos á luta, e mesmo que seja difícil, nas acções de todos os dias, conseguiremos melhorar a situação.

O presidente da concelhia de Abrantes do CDS-PP

José Vasco Matafome













































quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

sábado, 25 de dezembro de 2010

Votos de Boas Festas


A Concelhia de Abrantes do CDS-PP deseja a todos os militantes, simpatizantes e amigos um feliz e Santo Natal.